sexta-feira, 25 de junho de 2010

Enfrentando a Procrastinação

Por Rick Warren

A maioria de nós já experimentou as oito fases da procrastinação:
Fase 1: “Desta vez, começarei mais cedo.” (Fase esperançosa).
Fase 2: “Eu preciso começar logo.” (Fase de pouca tensão).
Fase 3: “Eu deveria ter começado mais cedo.” (Fase de culpa insidiosa).
Fase 4: “Ainda há tempo para fazer isso.” (Fase de falsa segurança).
Fase 5: “O que há de errado comigo?” (Fase de início do desespero).
Fase 6: “Eu não aguento mais.” (Fase de sofrimento intenso).
Fase 7: “Faça acontecer.” (Fase “livre-se disto”).
Fase 8: “Da próxima vez, começarei mais cedo.” (Fase círculo vicioso).

Procrastinação pode resultar em danos enormes no trabalho, tanto para nós quanto para outras pessoas. Causa pressões e problemas desnecessários. Desperdiça oportunidades, tempo e dinheiro.

O problema é que procrastinação vicia! Quanto mais sucumbimos a ela, mais difícil é mudar. Deixar as coisas para depois se transforma num modo de vida, acarretando para nós, e com frequência para outras pessoas, grande sofrimento físico e emocional.

A Bíblia apresenta a seguinte visão sobre a procrastinação: “Se você esperar pelas condições perfeitas, jamais fará nada” (Eclesiastes 11.4 – tradução livre). Qual a solução? Tenho algumas sugestões:
· Pare de apresentar desculpas.
· Tome consciência de que o perfeccionismo paralisa a performance.
· Enfrente seus temores.
· Concentre o foco sobre o ganho, e não sobre a dor.

Em outras palavras, sempre que tiver algo importante para fazer, não espere: faça-o! O que você vem adiando, mesmo sabendo que precisa ser feito e não pode mais ser postergado? Algo no trabalho, no lar ou na igreja? Agora é hora de entrar em ação: faça-o já! Esta oração pode ajudar: “Deus, ajuda-me a fazer o que eu já sei que preciso fazer. Ajuda-me a fazê-lo agora!”

A Bíblia nos oferece duas observações adicionais, úteis quando estamos determinados a vencer o hábito destrutivo da procrastinação: “Não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer” (Provérbios 27.1). “Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos e alegremo-nos nele” (Salmos 118.24).

Este é o único dia que temos, e pode ser que não o tenhamos por inteiro! Portanto, faça já o que deve ser feito.